fbpx

Dorina Lindemann Tinta Barroca 2017

Dorina Lindemann Tinta Barroca 2017, as uvas foram arrefecidas durante a noite e fermentadas lentamente em lagares tradicionais durante 15 dias e, posteriormente, estagia durante 14 meses em barricas de carvalho francês. Aroma intenso a coração de cerejas, um gosto adicional de cerejas escuras na boca.

20,40

Dorina Lindemann Tinta Barroca 2017

Category

Descrição

Dorina Lindemann Tinta Barroca 2017
Vinificação
Dorina Lindemann Tinta Barroca 2017, as uvas foram arrefecidas durante a noite e fermentadas lentamente em lagares tradicionais durante 15 dias e, posteriormente, estagia durante 14 meses em barricas de carvalho francês.

Cor
Cor granada escura e intensa

Aroma
Aroma intenso a coração de cerejas, um gosto adicional de cerejas escuras na boca.

Sabor
Sabores dominantes a frutos, chocolate negro e um toque da madeira de cedro. Com um final frutado, muito complexo, elegante e persistente.

Dorina Lindemann
A adega foi criada em 1997, quando Dorina Lindemann, filha de Jorge Böhm, enóloga licenciada pela Universidade de Geisenheim (Hessen), veio da Alemanha para Portugal com o marido Thomas Lindemann e, aproveitando as vinhas já existentes ligadas ao programa de melhoramento técnico de seu pai, se dedicou à produção de vinho. Hoje em dia, Dorina e as duas filhas, Júlia e Luísa Lindemann, são apaixonadas pelo vinho das castas autóctones portuguesas e pelo Alentejo. A combinação do conhecimento enológico sobre as castas com o da existência da biodiversidade adequada é fundamental para se atingir o nosso objectivo estratégico. A relação directa entre o vinho e o ambiente do Terroir da Quinta da PLANSEL no sentido de uma viticultura de precisão é o segredo do sucesso dos vinhos de Dorina Lindemann.

Em conjunto com o jovem engenheiro Paulo Laureano, Dorina Lindemann produziu o seu primeiro vinho na Adega Experimental da Mitra (Universidade de Évora) em 1993. A primeira marca foi a Plansel (aglutinação de Plantas Seleccionadas). Durante os cinco anos seguintes, Dorina e o marido, Thomas, construíram a sua própria adega, a Quinta da Plansel.

O objectivo de Dorina foi, assim, transferir todo o conhecimento base de seu pai para a enologia. O renascimento de castas antigas foi o início do sucesso do vinho da Quinta da PLANSEL. Prova disso foi a produção inicial de 20.000 litros de vinho por Dorina Lindemann em 1997, produção que foi aumentando de ano para ano. Hoje, a adega alcança uma produção de 400.000 litros anuais. Um dos segredos desse sucesso é a boa colaboração entre Dorina Lindemann e o Eng.º Carlos Ramos, ambos nutrindo uma profunda paixão pelas castas da Quinta, sobretudo pelas Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Barroca, suas favoritas.

Dorina Lindemann, com as filhas Júlia e Luísa, são as últimas descendentes activas na vitivinícola de uma família que, desde 1828, se tem empenhado no cultivo da vinha e na produção de vinho. Hoje, as filhas seguem o mesmo percurso do avô e da mãe, preparando-se neste momento a nível universitário para enfrentar os desafios que se aproximam.

Informação adicional

Peso 1,4 kg
Produtor

Dorina Lindemann

Região

Alentejo

Pais de Origem

Portugal

Tipo de vinho

Vinho Tinto

Casta

Tinta Barroca

Capacidade

75Cl

Servir a

16ºC-17ºC

Teor Alcoólico (º)

Superior a 14º

Harmonizações

Caça, Carnes Vermelhas

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Dorina Lindemann Tinta Barroca 2017”

Crie um Pack à sua Medida

Bem -Vindo

Tem idade legal para consumir bebidas alcoólicas?

Precisa de Ajuda? Fale Connosco